Copa do Mundo 2014 – dia 13


O italiano Chielinni reclama que foi mordido no ombro pelo uruguaio Suarez.

E a Copa do Mundo vai virando uma Copa América com alguns convidados europeus!

Nesta terça, mais um campeão mundial foi eliminado. No caso, a tetracampeã Itália.

Num jogo mais pegado do que jogado, a tensão estava no ar, junto com o calor de Natal, pelo Grupo D.

Jogo igual, disputado, com uma questionável expulsão do italiano Marchisio, uma mordida no ombro de Suarez (a terceira vez que o uruguaio aplica esse golpe na carreira) e um gol chorado do zagueiro Godin. O mesmo Godin que havia feito o gol de empate que deu o título espanhol ao Atlético de Madrid.

Ao tomar o gol perto do fim do jogo, a Itália, jogando com 10, já não tinha mais forças para reagir. Os italianos estão sempre jogando no limite, seja em qualquer Copa. Em 94 foi assim, todo mundo machucado, inclusive o Baggio. Em 2002 na Ásia, a mesma coisa. Em 2006, ano de título, foi aquela batalha contra os alemães na semifinal. A mesma coisa na final. E ontem também, jogando com 10, jogadores extenuados. Sempre jogando pela vida!

O Uruguai, que começou a Copa sendo surpreendido pela Costa Rica, conseguiu vencer Inglaterra e Itália e ficou com a vaga. Em primeiro ficou mesmo a Costa Rica. Num jogo em ritmo de amistoso, empataram em 0 x 0 contra uma seleção inglesa bastante modificada em relação aos dois primeiros jogos. Despedida lamentável do English Team.

Pelo Grupo C, mais um sul-americano classificado. A Colômbia confirmou a primeira colocação goleando o Japão por 4 x 1 em Cuiabá. Os japoneses podem ser lembrados nesta Copa pelo comportamento de sua torcida, que recolhia seu próprio lixo nos estádios. Já a Colombia me surpreendeu pela ótima campanha. Confesso que não acreditava no time, principalmente depois da confirmação corte do atacante Falcão Garcia.

No outro jogo do grupo, em Fortaleza, Grécia x Costa do Marfim fizeram um jogo dramático, decidido literalmente no último lance.

Os gregos saíram na frente, ainda no primeiro tempo, e estavam ficando com a vaga. No segundo tempo, os marfinenses conseguiram empatar e estavam roubando a classificação dos gregos. O jogo caminhava para o final, já nos acréscimos, quando os africanos perderam um gol feito, por pura displicência. No ataque grego, o último do jogo, o marfinense Sio conseguiu fazer um pênalti no grandalhão grego Samaras. Os africanos foram ao desespero! Os gregos tinham a bola da classificação. E foi o mesmo Samaras que bateu e deu a classificação (improvável) aos gregos, pela primeira vez na história das Copas.

Com esses resultados, mais dois jogos das Oitavas de Final se definiram: o duelo sul-americano entre Colômbia (1C) x Uruguai (2D), sábado, no Maracanã e Costa Rica (1D) contra Grécia (2C), domingo, em Pernambuco.

Hoje mais definições, pelos grupos E e F. Jogando em Porto Alegre, a Argentina enfrenta a Nigéria, pode se classificar mesmo perdendo. No outro jogo, em Salvador, a eliminada Bósnia se despede contra o Irã, que ainda tem chances de ficar com a segunda vaga.

Mais tarde, no Maracanã, a sensação França pega o Equador. Os sul-americanos ainda podem se classificar, embora seja improvável pela combinação de resultados. No outro jogo, em Manaus, a Suiça, que deve ficar com a segunda vaga do grupo, pega Honduras, cujas chances de classificação são menores que as do Equador.

Os jogos das Oitavas devem ficar assim: Argentina (1F) x Suiça (2E) e França (1E) x Nigéria (2F). Até aqui, só errei a classificação da Costa do Marfim, que deu lugar, no último lance, à Grécia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s