O fundo do poço é mais embaixo


Depois de conseguir perder para o Rio Claro, até então lanterna do campeonato, o Palmeiras conseguiu ser derrotado pelo Santo André, em pleno Palestra Itália, por 3 x 1.

Quando se acha que as coisas não podiam ser piores, que a derrota no interior tivesse sido a gota d’água, o time desandou na capital paulista. Diego Sousa não jogou nada, foi expulso e saiu xingado por todo o estádio, embora fossem míseros 3 mil gatos pingados presentes. Na saída do intervalo, São Marcos chuta o balde e diz que se aposenta no fim do ano. Foi um prato cheio para a imprensa, doida para ver o circo pegar fogo. A falta de padrão tático, técnico e físico da equipe não é comentada. O assunto é a aposentadoria do santo goleiro.

No dia seguinte, continuando o inferno astral do Verdão, o “craque” e comentarista Neto detona o goleiro, pelas sua atitude de jogar para a galera, sempre falar bobagem nos momentos de tensão e ameaçar encerrar a carreira. Mas a maior bola fora do comentarista foi a comparação com Rogério Ceni. Neto gastou mais da metade do seu comentário citando o goleiro tricolor, suas atitudes, comparando-as com o mito palmeirense. Foi o que bastou para o caipirão Marcos vir a TV, na mesma Band do Neto e detoná-lo ao vivo, anunciando que não é e nem nunca será seu amigo, que os comentários imparciais, na verdade, escondem nas entrelinhas uma amizade entre o comentarista e o são paulino. Marcos ainda declarou em sua casa não entra mau caráter e que não precisa que ninguém o defenda na mídia!

Como desgraça pouca é bobagem, o jogo contra o perigoso Sertãozinho, novo lanterna do campeonato, foi adiado faltando mais de 5 horas para a partida, no sábado, dia 6. Curioso que o motivo do adiamento foi a chuva que castigou a Zona Oeste de São Paulo na manhã de sábado. Milagrosamente, no horário da partida, o time treinava sob um sol de verão no CT da Barra Funda.

O jogo foi transferido para a aprasível Barueri na segunda à noite, sem uma explicação lógica. Por que não no dia seguinte à data original, no domingo? Por que Barueri e não o Pacaembu? Por que fazer o torcedor se deslocar até outro município, ao invés de utilizar estádios bem localizados na capital, como são os casos do Palestra Itália e do Pacaembu? A diretoria não conseguiu explicar. A Federação Paulista também não. Perde o torcedor, perde o clube, perde todo mundo.

Jogando novamente para 3 mil testemunhas, o Palmeiras conseguia perder para o lanterna por 2 x1 até os 38 do segundo tempo. Foi quando os deuses se lembraram do Palmeiras e o time conseguiu virar a partida, sendo que o gol da vitória foi marcado, literalmente, no último minuto dos acréscimos.

A próxima pedreira é o Santos, líder e sensação do campeonato, com Robinho, Neymar, Ganso e cia. Não acredito em mais nada no futebol do Palmeiras. Vencer, perder, tudo é possível para esse time que não se firmou, não encorpou. Os laterais estrangeiros não jogam mais. Os reforços que chegaram não são de primeira linha. Os que podem resolver, ou pelo menos acredita-se nisso, caso de Lincoln e Ewerthon, não tem data para estrear ainda. O barco vai sendo tocado pela diretoria, seja o que Deus quiser. Não acredito na classificação para as semifinais do Paulista. Gostaria que os esforços fossem concentrados para acertar o time para a Copa do Brasil. O formato do torneio permite que o time, mesmo jogando na base da superação, consiga disputar o título.

Como diria um blogueiro que conseguiu credenciamento na ACEESP, pobre Palmeiras!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s